Tendências

08 Julho 2020

Água Monchique no Especial Águas na revista Hipersuper

Tendências e expectativas no setor das águas

A pandemia Covid-19 fez cair o canal Horeca, mas o volume de vendas no off-trade no setor alimentar manteve-se estável. O setor das águas apresentava uma subida de 3% a 31 de maio deste ano em relação ao período homólogo do ano transato.

 

MARCA DÁ RESPOSTA À CRISE


Para a Sociedade da Água de Monchique, a confiança é um fator determinante para recuperar as vendas na fase de desconfinamento. “É a confiança na origem, nas marcas, na economia, é a confiança na saúde pública que fará com que os consumidores regressem gradualmente ao consumo”, considera Henrique Prucha, diretor comercial e marketing da empresa. Lembrando que os hábitos de consumo mudaram durante o confinamento, o responsável diz que a empresa está a regressar à normalidade. “Felizmente a Sociedade da Água de Monchique, durante todo este período, manteve a sua operação a funcionar normalmente”, recorda. E acrescenta a importância do acompanhamento das mudanças e perfil do consumidor, algo que a empresa tem feito nos últimos anos. “As questões ambientais, a responsabilidade social, a proximidade, a confiança, a autenticidade, o e-commerce, o comprar português, todos estes touch-points têm sido estratégias adotadas pela Água Monchique para estar em linha com as tendências de consumo”, salienta o diretor comercial e de marketing da Sociedade da Água de Monchique.

 

A CRISE SANITÁRIA OBRIGOU EMPRESA A ADIAR ALGUNS LANÇAMENTOS


A Sociedade da Água de Monchique prevê que a nova linha de vidro esteja disponível já neste terceiro trimestre, bem como as novas taras de PET. Partindo da realidade do que sucedeu durante o confinamento, Henrique Prucha acredita que o e-commerce terá mais importância no futuro. “No que ao ponto de venda diz respeito será preciso pensar em alternativas, nomeadamente plataformas online que respondam aos novos hábitos de consumo”, considera o diretor comercial & marketing da Sociedade da Água de Monchique.


Henrique Prucha lembra ainda o crescimento da categoria de águas nos últimos anos, em detrimento das soft-drinks. “Esta tendência resulta das opções dos consumidores cada vez mais preocupados com uma alimentação saudável e equilibrada. O culto por uma vida e uma alimentação saudáveis tem ganho inúmeros adeptos onde o consumo de água é condição essencial”, explica, acrescentando que a Água Monchique joga aqui um papel essencial. “Esta consciencialização sobre a importância de uma alimentação saudável vem ao encontro das características físico-químicas da Água Monchique, onde claramente se destaca o pH de 9,5”, garante.


Por outro lado, Henrique Prucha ilustra que a pandemia criou um maior interesse dos consumidores pelo comércio local. “O decréscimo das compras por impulso, a opção por marcas que inspiram mais confiança e o facto de os consumidores estarem mais conscientes e atentos sobre de onde é que vêm e são produzidos os produtos, apresentam-se como novos desafios para as marcas e empresas, que terão de ser mais transparentes sobre esses processos”, explica.